As 20 maiores tendências do e-commerce

As 20 maiores tendências do e-commerce

O mercado de e-commerce vive atualmente uma nova era, passando de um simples canal de venda para um espaço que promove o prazer do consumo. Estas mudanças impactam a forma como o consumidor enxerga a compra e também a vida dos empresários virtuais, afinal precisam buscar alternativas para se destacar e conseguir manter as vendas em alta.

Pensando nisso, separamos uma lista com as 20 maiores tendências do e-commerce, utilizadas por grandes players norte-americanos. Confira.

1 – Flexibilidade

Com a rotina cada vez mais atribulada, o consumidor precisa de agilidade ao realizar suas compras. Por isso, oferecer flexibilidade no e-commerce é uma das tendências do mercado.

Eliminar sistemas complexos e adotar micro serviços e APIs, por exemplo, podem elevar a velocidade das compras. Quanto maior for a flexibilidade, maiores serão as chances de conversão.

2 – Enterprise Decision Engine

O Enterprise Decision Engine, trata-se da técnica de obter o conhecimento centralizado e harmonizar a interação do consumidor entre os canais. Esse tipo de relação precisa ser fluída e dinâmica. Por isso, a logística deve ser integrada e altamente funcional.

3 – Conversational Commerce (voz)

Outra tendência é usar comandos de voz para as compras online, como é o caso do Siri e Google Assistant. Esse tipo de ferramenta inclui o produto no carrinho a partir dos resultados das buscas do cliente.

4 – Conversational Commerce (messaging)

O uso de robôs inteligentes no e-commerce também é uma ótima ferramenta. Essa mensagens automáticas ajudam o lojista a diminuir o número de chamadas na central de atendimento, além de melhorar a interação com o usuário, afinal oferece mais agilidade.

5 – Visual Recognition

Esse recurso traz muitas funcionalidades, que pode impactar significativamente a experiência de compras online. Ele permite que o cliente mostre ao site seu desejo de compra; ajuda o lojista a montar o catálogo de produtos de forma personalizada; serve como “guarda-roupa virtual”, onde as compras anteriores ficam registradas e o sistema sugere produtos relacionados, além disso possibilita a integração com redes sociais.

6 – Shop the Look

O Shop the Look é outra das 20 maiores tendências. Trata-se da compra orientada com recursos de inteligência artificial, que permite encontrar produtos (em geral roupas) similares a de imagens encontradas na internet.

7 – Fit Finders ou Visual Body Maping

Para um e-commerce de moda esse pode ser um diferencial. Esse tipo de recurso oferece roupas personalizadas a partir das fotos do usuário. Isso acontece através de sistemas de machine learnig e inteligência artificial (fazem as medições do corpo pela foto).

8 – Amazon Look

Ainda sobre roupas, o Amazon look é uma funcionalidade da própria empresa, que tem a finalidade de avaliar o look do dia do usuário. O lojista pode promover a compra em seu e-commerce e estimular o consumidor a experimentar e postar os looks.

9 – Smart Fitting Rooms

Smart Fitting Rooms são provadores virtuais, como espelhos inteligentes. Eles avaliam se a roupa se ajusta ao corpo do usuário. Essa comodidade garante fidelização, afinal o cliente fica seguro com a compra sem precisar sair de casa.

10 – Smart Gifting

Essa ferramenta é muito interessante para as datas comemorativas. Ela envia o presente e o comprador pode mudar a cor ou o número antes de realmente fazer a compra. Isso, diminui o custo com devoluções e aumenta a satisfação do cliente.

11 – Mobile Progressive Website App

Mobile Progressive Website App são sites adaptados para dispositivos móveis que se comportam como aplicativos. Eles oferecem mais agilidade, funcionalidades avançadas e integração SEO.

12 – Blockchain

O aumento no uso das moedas virtuais e a possibilidade de utilizar este sistema em outros segmentos, pede a realização de transações seguras (sem intermediários), proporcionando assim uma nova maneira de fazer negócios online. Por isso, o Blockchain é uma das novas tendências do e-commerce.

13 – Performance – Optimizing Point Solutions

Não é de hoje que sabemos a importância do e-commerce ter uma boa performance. Mas isso nunca esteve tão em alta. É fundamental que atualmente as lojas virtuais otimizem a velocidade e a performance, tornando a navegação mais rápida e intuitiva.

14 – Payments – Mobile & Alternative

Os novos meios de pagamentos via mobile, como os XPays (Apple Pay, Google Pay etc), oferecem muita facilidade para o consumidor. Essas funcionalidades ainda são tratadas como tendência, mas deveriam ser itens básicos, afinal sua ausência pode colocar os negócios em risco.

15 – Digital Pop-up Shops

O Pop-up shops é uma tendência de abrir espaços de vendas de curto prazo. No mundo digital, trata-se de e-commerces dentro de lojas de departamentos, oferecendo itens e serviços mais personalizados.

16 – Analog Pop-up Shops

Já o Analog Pop-up Shops são lojas móveis, que servem para testar tendências em pontos de vendas.

17 – IOT – Everithing is getting smart

Outra das 20 tendências é o uso de “gôndolas inteligentes”. Além de impactarem de forma positiva a equipe logística, com esse recurso é possível identificar padrões de comportamento e ajustar a disposição dos produtos de forma mais atraente, aumentando assim as taxas de conversão.

18 – Digital engagement in store

Esse tipo de ferramenta certamente muda a forma como compramos e liga todos os canais de venda. Trata-se do uso de robôs e self check-out que permitem identificar o que o cliente buscou e o que ele verificou antes de sair da loja, criando assim vitrines infinitas. Se o consumidor não encontrou o produto que desejado na loja física, ele receberá a sugestão de compra online.

19 – Development & 3d printing

A penúltima dica de tendências para e-commerce é uso de impressoras 3D na fabricação de produtos. Este tipo de atividade é feito diretamente na loja e permite mais agilidade e economia na entrega dos produtos.

20 – Agile Retail

O agile retail é um modelo de varejo direto que utiliza big data para prever tendências, gerenciar ciclos de produção eficientes e uma recuperação mais ágil de estilos emergentes. Ele auxilia na disposição dos produtos na loja virtual, tornando o processo de compras mais rápido.

Como vimos, existem muitas tendências no mercado virtual que podem ser exploradas para aumentar as vendas, fidelizar clientes ou mesmo para atualizar o negócio. É importante apenas discernir quais se encaixam no seu perfil de cliente e tipo de negócio.

O que achou desse tema? Tem alguma outra sugestão para compartilhar conosco? Deixe seu comentário no final do post, vamos adorar saber sua opinião.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.