E-commerce Brasileiro amplia o número de lojas virtuais em 37,5%

E-commerce Brasileiro amplia o número de lojas virtuais em 37,5%

De acordo com uma pesquisa feita pela BigData Corp, em parceria com o PayPal Brasil, entre 2018 e 2019, o número de lojas virtuais cresceu 37,5%. Esta porcentagem é surpreendente se comparada aos anos anteriores: 2017 (12,5%) e 2016 (9,23%).

Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigData Corp, explica um pouco sobre esse crescimento. “O e-commerce passou dois anos com taxas de crescimento mais modestas. A crise fez com que muitas iniciativas fossem adiadas. O que vemos hoje, no entanto, é que tudo o que foi represado no passado desaguou com força entre 2018 e 2019. O e-commerce, mais uma vez, está sendo uma opção para quem quer empreender no País”, afirma.

Para Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil, essa explosão se dá pela boa perspectiva do e-commerce e pelo perfil empreendedor do brasileiro, mesmo em cenários econômicos não tão favoráveis.

“É nesse momento que a escolha por ferramentas certas faz toda a diferença para o sucesso e o crescimento de um negócio. Por isso também assistimos ao crescimento das carteiras digitais como meios de pagamento dessas lojas virtuais”, destaca Thiago.

O estudo mostra também que, apesar de alguns lojistas procurarem por soluções “baratas” ou gratuitas, outras empresas que compõem o universo pesquisado, 7,93% tiveram um faturamento de mais de R$100 milhões e registraram mais de 500 mil visitas/mês.

Outro ponto interessante e que demonstra a maturidade do e-commerce brasileiro, diz respeito aos produtos. As lojas estão mais confiantes para oferecer produtos com valor agregado: 25,96% dos itens expostos nas lojas virtuais são de produtos com valor médio que ultrapassam R$100,00.

Assim, a categoria de produtos entre R$100,00 e R$500,00 cresceu cerca de 5%, indo de 6,45% em 2018, para uma participação de 11,30% em 2019.

Highlights

Confira abaixo outros highlights da pesquisa:

– O e-commerce brasileiro praticamente triplicou sua participação no total de sites desde 2015, de 2,65% para os atuais 7,04%;

– Atualmente as lojas pequenas (com até 10 mil visitas/mês) dominam o mercado, com a entrada de mais de 250 mil novas lojas no último ano;

– Hoje 73,66% das lojas virtuais brasileiras apresentam apenas entre 1 e 10 produtos. Em 2018, esse segmento tinha uma participação bem inferior (57,99%);

– A presença das lojas virtuais no Facebook caiu de 71,02% para 54,24% e no Twitter, de 43,87% para 33,18%. Entretanto, no Pinterest trouxe uma grande surpresa, com 6,57% de participação;

– O tempo médio de vida de um e-commerce aumentou mais de 5x desde 2015, onde as lojas ficavam ativas em média, por apenas 3 meses. Atualmente elas duram 487 dias em média;

– Mesmo com os grandes avanços nos últimos anos, o e-commerce brasileiro ainda deixa a desejar no quesito acessibilidade. Hoje apenas 0,02% dos sites não apresentaram nenhum problema nesse sentido.

Como vimos, o e-commerce no Brasil está em constante crescimento e ascensão. Sem dúvida, é uma ótima solução, tanto para o pequeno empreendedor quanto para grandes marcas que ainda trabalham só offline. 

Ainda não tem um e-commerce? Então entre em contato conosco, saiba mais sobre nossa plataforma e crie sua loja agora mesmo.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.