Entenda o que é taxa de rejeição e como você pode diminuí-la

Entenda o que é taxa de rejeição e como você pode diminuí-la

Muitas vezes, o e-commerce tem tudo para deslanchar: público amplo e um ótimo produto, porém, a loja não vende. O que fazer nesses casos em que você investiu muito tempo e dinheiro, mas a loja virtual não está dando o lucro esperado? Acredite, a resposta pode estar na taxa de rejeição da página. Em alguns casos, o site até recebe uma grande quantidade de acessos, mas isso acaba se tornando irrelevante, pois a rejeição é muito alta.

O que é taxa de rejeição?

A taxa de rejeição ocorre quando o internauta acessa seu site, mas não interage com ele. É o percentual de sessões de uma única página. Este assunto é algo que preocupa muitos lojistas, afinal, existe algo em sua loja que não está agradando e fazendo com que seus visitantes a abandonem.

Como medir minha taxa de rejeição?

Para analisar a taxa de rejeição, é preciso utilizar alguma ferramenta de análise de tráfego. A mais usada atualmente é o Google Analytics – basta acessar o site, criar uma conta e configurar suas informações. O item “taxa de rejeição” será exibido na página principal, assim você consegue acompanhar a taxa dia a dia.

Dicas para reduzir sua taxa de rejeição

Existem vários fatores no e-commerce que podem ocasionar o aumento da taxa de rejeição da página, desde problemas técnicos, até o design e usabilidade da loja. Sendo assim, listamos algumas dicas que poderão ser úteis para aumentar suas conversões.

1. Invista em um bom layout

Quando um visitante acessa sua loja virtual, você tem apenas alguns segundos para prender sua atenção. Sabemos que uma das formas de fazer isso, é investir em um layout de qualidade, que acaba fazendo toda a diferença em um e-commerce.

O design precisa ser diferenciado e contar com a usabilidade que uma loja online necessita. Além de ser organizado, você não deve utilizar muitas informações, porque isso acaba causando uma impressão negativa. Outro ponto importante é manter uma identidade, escolher as cores ideais e tentar não fugir muito delas, mantendo um padrão visual.

2. Crie banners atrativos

O banner é uma das primeiras coisas que o consumidor vê ao acessar seu site. É um espaço que pode e deve ser bem explorado, nele normalmente são anunciadas promoções, lançamentos de produtos ou novas coleções. Os banners precisam ser muito atrativos, sem muita informação, apenas instigando que o usuário clique e acesse outra página, onde ele verá mais detalhes sobre determinado produto.

3. Utilize calls to actions

Tratando-se de e-commerce, as calls to actions são ótimas opções, pois você incita o visitante a executar outras ações dentro do seu site. Um exemplo prático seria utilizar na página inicial alguns produtos em destaque ou em promoção, levando o usuário a outra página e eliminando a temida taxa de rejeição.

4. Escolha as categorias

A escolha das categorias é algo delicado, afinal, elas têm que despertar o interesse do usuário. Além disso, essa separação serve para organizar seu site e orientar o cliente durante a navegação. Por isso, é fundamental reservar um tempo para reavaliar o nome de suas categorias ou até mesmo criar novas. É importante analisar concorrentes, observar as palavras mais buscadas em sua loja e verificar o que precisa ser melhorado.

5. Otimize seu e-commerce para SEO

Um dos fatores que pode aumentar muito a sua taxa de rejeição, é se o usuário não encontrar o que estava procurando após acessar seu site. Isso pode acontecer quando ele digitar algo nos buscadores (como o Google), acessar sua página e então perceber que não era bem o que queria.

A boa notícia é que isso pode ser evitado, ou ao menos minimizado, com um bom trabalho de otimização. O Magento é uma plataforma que já vem preparada para SEO, então, é bem mais simples colocar essas técnicas em prática. Além disso, você também pode utilizar uma ferramenta chamada Google Search Console, que fornece as palavras-chave que geraram maior taxa de rejeição, desta forma, você pode analisar seus conteúdos e ver onde está errando.

6. Adicione produtos relacionados

Se o cliente chegou ao seu site e foi direto para uma página interna de um produto, uma das formas de evitar a taxa de rejeição é adicionar produtos relacionados na mesma página. Desta forma, você instiga o usuário a visitar outras páginas e a chance dele efetuar a compra aumenta.

7. Evite interromper a navegação

Uma das coisas que mais irrita o usuário são os pop-ups e lightbox. Não existe coisa mais desagradável do que você navegar por uma página e se deparar com uma janela indesejada. Portanto, se precisar utilizar pop-ups seja mais sutil – quando o usuário arrastar o mouse para fechar sua página, faça um apelo de venda. Evite também o uso de vídeos e sons com reprodução automática.

Após ler todas as dicas acima, faça uma análise em seu e-commerce para entender o que está causando a rejeição do usuário. É preciso fazer um acompanhamento periódico, aplicar testes e sempre procurar melhorar, visando diminuir a taxa de rejeição e aumentar as conversões.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça nossa plataforma de e–commerce e crie sua loja virtual agora mesmo.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.