Fotografia no e-commerce como estratégia de conversões

Fotografia no e-commerce como estratégia de conversões

Várias vezes ouvi os alunos dos nossos cursos de e-commerce dizerem que uma das diferenças do e-commerce para as vendas físicas é que no e-commerce o consumidor não compra por impulso. É verdade que no e-commerce o consumidor tem mais tempo para comparar produtos, ler opiniões de outros consumidores e tomar a sua decisão com tranquilidade, sem a pressão de um vendedor ao seu lado.

Mesmo assim, muitas pessoas compram pela Internet por impulso. Os bons resultados de campanhas de e-mail marketing e o alto volume de vendas dos sites de compras coletivas são algumas das provas disso. Enviar ofertas relevantes e atraentes para o consumidor, na hora certa, aumentam muito as vendas da loja virtual.

Além das ofertas, o lojista virtual deve explorar ao máximo as descrições e as imagens de seus produtos. Conteúdo no e-commerce é tudo que envolve textos, imagens e vídeos dentro da loja virtual, sendo:

Textos: todos os textos visíveis e não visíveis pelos visitantes, excluindo-se o código-fonte da página, mas não as metatags. Descrições de produtos, politica de privacidade, quem somos etc. Opiniões e avaliações de outros compradores também são considerados conteúdos do tipo texto.
Imagens: fotos de produtos, banners de ofertas e de páginas de categorias. Selos e certificações, imagens de meios de pagamentos.
Vídeos: demonstrativos de produtos, depoimentos e avaliações de outros consumidores.

Do ponto de vista das descrições, são importantes não apenas para que os visitantes tirem todas as dúvidas em relação aos produtos, entendam suas características, funcionalidades e vejam o que outras pessoas estão falando sobre aquilo. As descrições bem feitas irão ajudar também o robozinho do Google a entender melhor o que é aquele produto, quais as palavras-chave que estão relacionadas a ele e melhor posiciona-lo nos resultados de buscas.

Dessa forma, descrever bem é um investimento de tempo e dinheiro para que a loja virtual fique bem posicionada na busca orgânica e assim o lojista poderá investir sua verba de links patrocinados em outras palavras.

Com relação às fotos dos produtos, ainda há muita dificuldade das lojas virtuais brasileiras em fazer bom uso delas. A captação e tratamento é vista como cara, o que faz com que grande parte dessas imagens acabem sendo buscadas nos sites e catálogos dos fabricantes. O ruim disso é que no final das contas, todo mundo usa as mesmas imagens.

Como já dizia uma velha propaganda de refrigerantes, imagem é tudo. Boas fotos, exclusivas, aumentam muito as taxas de conversão. Aumentam até mesmo as compras por impulso. Saber tirar uma boa fotografia no e-commerce é um diferencial competitivo que deve ser explorado principalmente pelos micro e pequenos empresários, que teoricamente, tem um mix de produtos menos do que os médios e grandes.

Não há muito mistério em captar boas fotos no e-commerce, basta ter o equipamento adequado e conhecer algumas técnicas. Segue abaixo algumas dicas para captar boas fotos para sua loja virtual:

  • Compre uma câmera semiprofissional
  • Dependendo do tamanho dos produtos que você vende, compre uma tenda fotográfica (produtos pequenos) ou uma mesa still (produtos maiores)
  • Compre pelo menos duas boas fontes de luz com tripés (use uma de cada lado). O ideal são três, uma de cada lado e outra por cima do produto
  • Digitalize as imagens com alta definição
  • Use fundo branco (há exceções)
  • Capture o produto por diversos ângulos e detalhes
  • Faça a calibragem correta da câmera
  • Configure o ISO da câmera
  • Conecte a câmera ao computador para ganhar agilidade

Quanto melhor for a qualidade da iluminação e a calibragem do equipamento, menos trabalho você terá no tratamento das imagens. Algumas pessoas podem confundir qualidade com resolução. São coisas diferentes. A qualidade é a forma com que a imagem foi captada, sem sombras, com ângulos bem feitos. A resolução é o que dará a definição das bordas do produto, caso você utilize a ferramenta de zoom na imagem. Também não adianta exagerar na resolução e subir imagens pesadas. Isso vai prejudicar as pessoas que ainda usam conexões discadas de Internet, por exemplo. Quem quiser visualizar as fotos usando dispositivos móveis como smartphones e tablets, também terá dificuldade. Portanto use o bom senso ao subir as imagens pra loja virtual. Teste o carregamento usando uma conexão discada.

Ainda com relação ao tratamento das fotos para e-commerce, você pode excluir o fundo branco, deixando transparente e salvando no formato de PNG ao invés de JPG. Use também marcas d’água nas suas fotos. Há pessoas inescrupulosas, que adoram copiar conteúdos de terceiros sem citar a fonte.

Por último, salve suas fotos para e-commerce sempre com o nome e modelo do produto. Isso vai ajudar muito o SEO. Se você fotografou uma camisa listrada, por exemplo, pode salvar o arquivo com um nome parecido com Camisa-Social-Listrada-Manga-Curta.JPG. É muito importante que você nunca deixe espaços em branco no nome do arquivo.

Vá em frente e invista nas fotos de seu e-commerce. Com certeza as vendas aumentarão.

Artigo escrito por Mauricio Salvador, fundador da Ecommerce School.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça o Signashop e faça um teste com nossa plataforma de e-commerce.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.