Growth Hacking: por que é importante entender esse conceito?

Growth Hacking: por que é importante entender esse conceito?

Provavelmente você já ouviu falar do termo Growth Hacking, não é? Pois bem, quem trabalha com marketing digital conhece bem essas duas palavras, que vêm ganhando força no mercado nos últimos anos. No comércio atual, com estratégias cada vez mais avançadas e personalizadas, é essencial entender esse conceito e começar a pensar nos benefícios que ele pode trazer ao seu negócio. Resumidamente, o Growth Hacking é uma técnica que busca o crescimento rápido de produtos e marcas, através de ideias e soluções inovadoras.

O profissional que trabalha aplicando esse conceito é chamado de Growth Hacker. Esse é o caso da Leydiane Lima, sócia da agência iHouse, que atende clientes como Itaú, Nokia, Nestlé, Hering, entre outras grandes empresas. Segundo ela, o Growth Hacking se diferencia de outras técnicas, pois opta por métodos “fora da curva” – diferente do marketing digital tradicional, por exemplo, onde regras já estabelecidas precisam ser respeitadas.

Apesar da diferença entre eles, o Growth Hacker também faz uso das ferramentas de marketing digital, como: links patrocinados (Google AdWords e Facebook Ads), anúncios na TV, rádios, celulares, marketing de afiliados, entre outras. Além disso, o marketing de conteúdo, e-mails marketing e o trabalho de SEO (Search Engine Optimization) também são realizados, porém, com um olhar diferente, sempre focado no crescimento rápido.

O que faz um Growth Hacker?
O Growth Hacker é a pessoa responsável por criar estratégias que atendam o maior número de clientes, em pouco tempo. Ele também faz com que os produtos e serviços de uma empresa cresçam rapidamente. “Muitas pessoas consideram o crescimento do número de usuários uma função do marketing, mas podemos encontrar exemplos de produtos que aumentaram as vendas de outras formas”, explica Leydiane. Por isso, o Growth Hacker tem um papel multifuncional, que engloba não apenas o marketing, mas também o produto, as operações empresariais, finanças e até mesmo os recursos humanos.

Leydiane explica que alguns clientes precisam de resultados imediatos, portanto, ela busca o que a empresa já tem “dentro de casa” e o que pode fazer para gerar o maior impacto possível. Sendo assim, olhar para a operação e o modelo de negócio é sempre mais importante do que simplesmente escolher os canais onde os anúncios serão veiculados. “Para trazer a performance/crescimento em primeiro plano, é preciso se apropriar de um olhar intensivo nas oportunidades que fogem do tradicional”, conta.

Resultados rápidos
O sucesso da campanha de um cliente é monitorado através do método de business intelligence (BI). Com o BI, é possível acompanhar todas as métricas traçadas, sejam elas o alcance do ROI, CTR, engajamento, entre outras. Também podemos considerar o BI como o real time Marketing, pois de fato, tudo acontece em tempo real. Se uma campanha não vai bem, ela é adaptada. “Não é como antigamente, que as agências tinham um longo tempo para ver ser a campanha foi bem aceita. Hoje, se algo não vai bem, sabemos em minutos”, explica Leydiane.

O Growth Hacker faz muito mais do que traçar estratégias. Ele vai a campo, busca problemas e os transforma em oportunidades. No e-commerce não é diferente: é preciso pensar nas dificuldades como possibilidades de negócio. Por isso, entender o conceito de Growth Hacking e aplicá-lo em sua loja virtual pode trazer resultados muito positivos.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça nossa plataforma de e–commerce e crie sua loja virtual agora mesmo.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.