Mudanças nas operações para uma indústria que vai iniciar no e-commerce

Mudanças nas operações para uma indústria que vai iniciar no e-commerce

Durante muito tempo, a indústria não tinha interesse em vender direto para o consumidor final. Isso porque seu modelo de negócio mais conservador, muitas vezes não atendia os novos consumidores, cada vez mais exigentes e antenados. Entretanto, a partir de 2010 com a expansão da internet e o uso ativo das redes sociais, as indústrias não conseguiram mais fugir dessa mudança. Precisaram então, se adequar a um outro perfil de cliente e entrar no mercado digital.
Porém, a antiga mentalidade industrial ainda persiste em algumas empresas que começaram a operar online. O que muitas não compreendem é que não basta apenas contratar uma plataforma para ser digital,  é necessário entender que o pilar da tecnologia é o mais importante.

Mas de fato, quais mudanças a indústria enfrenta ao iniciar suas operações no e-commerce?

Preços

Ficha técnica e desenho técnico, são alguns dos processos que só se aplicam à indústria, por exemplo. Entretanto, existem alguns custos variáveis relacionadas às vendas no mercado digital como: equipe, comissões, suporte, infraestrutura, fotos, cadastros, plataforma de e-commerce, app, distribuição, promoções, anúncios etc. que precisam ser levados em conta.

Além disso, a indústria muitas vezes quer iniciar as operações no varejo com o mesmo CNPJ, ou seja, sem ajustar o modelo de negócio. Isso pode ser um grande erro e trazer prejuízos para a empresa. Uma solução para atender esse perfil de público, é abrir uma filial que se enquadre no Simples Nacional, por exemplo, e tratá-los separadamente.

Logística

Neste processo de migração indústria/varejo ou abrindo uma filial para atender o consumidor final, a indústria enfrenta algumas dificuldades. Isso porque sai de um cenário onde haviam poucos pedidos com grandes quantidades e entra em um onde existem muitos pedidos com quantidades pequenas. Além disso, a organização do estoque requer uma atenção especial.

SAC

Assim que inicia suas operações em um e-commerce, o tipo de atendimento da indústria deve mudar. É necessário criar um padrão de atendimento nos canais, pensar nas trocas e devoluções e conhecer minuciosamente a jornada do consumidor.

Financeiro

O financeiro de uma indústria que quer iniciar suas operações online também sofre algumas mudanças. Por isso, é importante que durante o planejamento, o empresário pense em formas automatizadas para otimizar os processos como vendas, extratos financeiros, etc. Também é necessário ter uma visão geral da operação, monitorando as vendas, o estágio dos pedidos etc.

Comunicação

Além de toda a parte interna e técnica, esta mudança também se reflete na comunicação. Uma indústria que começa a vender online e para um outro perfil de público, precisa se adequar. É necessário analisar os meios de comunicação mais eficientes para falar com os novos consumidores e divulgar essa nova possibilidade de venda.

Como vimos, existem algumas dificuldades a serem enfrentadas por uma indústria que deseja iniciar suas operações em um e-commerce. Porém, é necessário se encaixar à nova realidade, que por sua vez, oferece muitas oportunidades de vendas.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.