Não deixe sua loja morrer na Black Friday

Não deixe sua loja morrer na Black Friday

De acordo com a E-bit, a Black Friday deste ano promete crescer 15%. O evento que será realizado no dia 23/11, já é a segunda data mais importante do varejo brasileiro, ficando atrás apenas do Natal. Estima-se que neste período, cerca de 370 mil façam suas compras no mercado virtual pela primeira vez.

Muitos consumidores deixam para fazer suas compras nesta data. Por isso, a expectativa dos lojistas é ter um aumento significativo nas vendas e no faturamento.  Entretanto o que nem todo lojista sabe – ou não comenta – são os vilões que existem por trás da Black Friday.

Problemas

Segundo um levantamento realizado recentemente, verificou-se que 15% dos lojistas com menos de um ano de e-commerce, acabam fechando após a Black Friday. Esse número é alarmante. Mas por que isso acontece?

A falta de planejamento talvez seja um dos principais problemas. Além disso, o estoque, a logística, as promoções sem uma estratégia definida e o pós-venda, são pontos que devem ser levados em conta.

Alguns erros são bem comuns. Muitos lojistas entram neste meio pois acreditam que seja simples gerenciar um e-commerce e que as vendas acontecem naturalmente e com facilidade. Só após o turbilhão Black Friday, onde se deparam com um alto volume de vendas, é que se dão conta do que realmente acontece. É neste momento que muitos desistem do negócio.

Para que isso não aconteça com sua empresa, fique atento a alguns pontos. Confira.

1. Planejamento

Comece os preparativos para a planejar a Black Friday com antecedência, afinal são várias coisas a se pensar. Deixe tudo alinhado e bem desenhado para evitar qualquer contratempo. Lembre que esta data é muito importante para o e-commerce e pode ser crucial para o futuro dele.

2. Cautela

Liberar a loja muito antes do horário oficial da Black Friday pode frustrar seus clientes, afinal quando acessarem o site, vão verificar que os preços não estão tão diferentes daqueles já praticados.

3. Revisão

Faça uma varredura no seu e-commerce. Verifique se todas as páginas estão funcionando corretamente, se existem links quebrados etc. Identificando algum erro, corrija-os o mais rápido possível.

4. Cronograma

Defina o cronograma das ações que acontecerão em sua loja durante a Black Friday. As promoções muitas vezes são o atrativo dos e-commerces, mas é preciso ter cuidado: uma promoção mal executada pode se tornar um grande fiasco.

5. Estoque

A demanda gerada durante a Black Friday é tão grande, que muitos lojistas alocam os próprios cômodos (quarto, sala) para garantir que tenham produtos para entregar. Mantenha seu estoque organizado para evitar desperdícios ou escassez de produtos.

Lembre-se que o estoque pode ser um grande problema se mal administrado, afinal investir tempo e dinheiro e não ter produtos suficiente para seus clientes pode ser muito frustrante.

6. Logística

Outro ponto importantíssimo em um e-commerce é a logística. Não adianta fazer uma boa campanha de divulgação, vender os produtos e depois não fazer a correta distribuição das mercadorias e a entrega dentro do prazo combinado.

7. Parceiros

Manter um bom relacionamento com seus parceiros é fundamental. Além de conseguir a reposição dos produtos, fica mais fácil negociar descontos, condições de pagamentos e prazos.

8. Pós-venda

Por fim, o pós-venda. De nada adianta ter muitas vendas durante a Black Friday se o pós-venda não for realizado corretamente. Por isso, se organize, crie regras para sua operação, tenha planos A, B e até mesmo C.

Não entre na Black Friday despreparado, use ela para alavancar seu negócio. Programe, planeje, organize e estude muitos as ações, afinal se você não estiver 100% preparado, este pode se tornar o fim do seu e-commerce.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.