O que é marketplace?

O que é marketplace?

Quando você vai até um shopping center, existe uma grande variedade de produtos a sua disposição. São várias lojas diferentes concentradas em um local e é possível escolher os melhores itens, pelo preço mais atrativo. Além disso, a quantidade de pessoas que passam pelos shoppings todos os dias é gigante, o que faz com que o comércio seja bem mais concorrido. Em um marketplace, o que acontece não é muito diferente e seu conceito pode ser explicado apenas traduzindo o termo. Market vem de mercado e place significa lugar. Sendo assim, podemos concluir que marketplaces são sites que abrigam muitas mercadorias, de empresas variadas.

Um marketplace pode estar dividido por segmentos ou abranger várias áreas, mas todos têm o objetivo de atingir o maior número possível de clientes. As formas de cobranças também são distintas e variam de site para site. Para que o lojista possa colocar seus produtos no mercado online, ele poderá ter que pagar uma taxa de comissão, uma mensalidade ou até mesmo pagar por clique – tudo dependerá das normas de cada marketplace. Por isso, é necessário pesquisar para saber qual modelo se encaixa melhor no seu negócio. Também é preciso calcular o valor correto da mercadoria, levando em conta as taxas do local escolhido, para não sair no prejuízo.

Exatamente como em um shopping, a visibilidade de um marketplace é enorme, por isso, esse modelo de e-commerce tem gerado grandes oportunidades para pequenas empresas. No início, uma loja virtual é pouco conhecida e é preciso investir em marketing para gerar tráfego de clientes e alavancar as vendas. O marketplace já fornece isso, pois costuma ser facilmente encontrado pelos mecanismos de busca. Por isso, o investimento do lojista em publicidade acaba sendo bem menor e a quantidade de compradores, maior. Todos as partes saem ganhando.

Vantagens para todos
Uma das melhores coisas de um marketplace é que todos saem ganhando. Para o cliente, é como se ele estivesse navegando em uma loja virtual normalmente. A diferença é que existe uma variedade gigante de lojas e produtos em um único site. Ele não percebe isso pois é possível finalizar a compra com um único pagamento e com apenas um frete, mesmo que ela inclua itens de diferentes vendedores. Além disso, a concorrência entre as marcas significa maior poder de escolha e melhores preços para o consumidor.

Para os marketplaces, as vantagens também são diversas. As comissões recebidas por cada venda geram um bom lucro, a variedade de produtos oferecidos estimulam a compra e, consequentemente, o ticket médio da loja aumenta e os clientes são conquistados facilmente. O Submarino, a Livraria Saraiva, o Mercado Livre, a Amazon e o eBay, são alguns exemplos de marketplaces – todos conhecidos e amados por boa parte dos e-consumidores.

Já para os lojistas, a vantagem é que o marketplace auxilia no crescimento de pequenas empresas, que ainda não sabem por onde devem começar. Normalmente, esses sites já possuem soluções de pagamento seguras, integração com os Correios e transportadoras para facilitar o envio dos produtos. Além disso, vender seus produtos em um marketplace significa mais visibilidade. Sua loja é encontrada facilmente pelo consumidor e o volume de acessos é bem maior.

Marketplaces x lojas online
Não pense que você precisa escolher entre marketplaces e lojas virtuais – é possível ter os dois. Claro que é necessário organizar seu estoque e outras questões administrativas para evitar problemas, mas com uma gestão responsável, aproveitar o melhor de cada modelo de negócio é totalmente possível. Em qualquer um dos tipos de e-commerce, preze sempre pelo bom atendimento e pela qualidade dos produtos. Essas questões são essenciais para o sucesso de qualquer empresa.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça nossa plataforma de e–commerce e crie sua loja virtual agora mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.