Otimizando o gerenciamento de fraude durante os picos de pagamentos

Otimizando o gerenciamento de fraude durante os picos de pagamentos

Durante o ano, existem períodos com um alto volume de vendas devido as datas comemorativas, como dia dos namorados, dia das mães, Black Friday e Natal. Esses picos de vendas e consequentemente de pagamentos, são ótimos para o lojista pois significa um aumento em seu faturamento. Porém, é imprescindível ficar atento a qualquer tipo de fraude para não se prejudicar.

Uma boa estratégia de gerenciamento de fraude pode aumentar em mais de 20% a receita em uma loja virtual. Esta estratégia precisa ser bem planejada e otimizada. Para isso, o lojista deve considerar alguns pontos. Confira.

Utilize os sistemas para revisão

Implementar estratégias automáticas de risco no e-commerce pode ser um bom início para o seu gerenciamento de fraude. Afinal, isso ajudará a reduzir a revisão manual de preços e custos.

Além disso, é interessante utilizar indicadores precoce de alerta e o relato de fraudes adquirentes. Isso ajudará o lojista a diminuir a exposição e amenizar as perdas mais rapidamente quando sofrer um ataque.

Encontre as armadilhas

Analise as armadilhas que passou em outra data comemorativa e trace uma estratégia para que isso não se repita. Por exemplo, se a fraude na entrega é um problema recorrente, analise os códigos postais que precisam de revisão.

Outra dica interessante é avaliar as mudanças que ocorreram desde o último pico de vendas. Verifique se as novas linhas de produtos, canais de desconto, métodos de pagamento e opções de entrega já estão protegidos pela estratégia de gerenciamento de fraudes.

Melhore a experiência para clientes recorrentes

Os clientes realizam suas compras por meio de diversos canais. É fundamental identificar e habilitar quem são os clientes recorrentes, independente do dispositivo ou do canal de compra que ele utilizou. A partir desta identificação, você pode reduzir as buscas por fraudes, afinal este cliente já tem um ótimo histórico de compra. Além disso, você pode utilizar o perfil e o tempo de navegação do usuário para melhorar sua experiência de compra.

Não deixe de lado as revisões manuais

Apesar de existirem diversos meios automáticos para auxiliar no gerenciamento de fraude, a revisão manual não pode ser deixada de lado. Para uma boa estratégia de segurança, as pessoas, os processos e a tecnologia precisam trabalhar juntos.

O ideal é ter uma pessoa para analisar atentamente os dados de risco. Avalie os cartões, IPs, endereços de e-mail e verifique quais apresentam maior risco. Garanta que eles caiam nas armadilhas e alertas de prevenção.

Além disso, é importante avaliar as decisões do usuário, performances individuais, regras, volumes e KPIs (Indicadores de desempenho). As revisões manuais ajudam muito durante os picos de venda.

Invista na comunicação

Para que sua estratégia de gerenciamento de fraude funcione, todas as áreas da empresa precisam caminhar juntas. Por isso mantenha uma boa comunicação entre o time. A equipe de TI, por exemplo, precisa saber das campanhas e promoções que a equipe de marketing vai lançar. Assim, conseguem criar soluções para diminuir os riscos de fraude.

Monitore as informações em tempo real

Utilize as ferramentas de Business Intelligence (BI) para monitorar em tempo real as vendas. Isso ajudará a tomar decisões e oferecer respostas rápidas. Além disso, use esta inteligência de fraude para informar mudanças de regras em tempo real ao seu consumidor.

É importante avaliar os problemas e fraudes que ocorreram durante os picos de venda para evitá-las futuramente. Criando esta rotina e seguindo essas dicas, logo seus problemas com fraudes vão diminuir.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça nossa plataforma de e–commerce e crie sua loja virtual agora mesmo.

Venha para o Signashop e tenha uma loja virtual de qualidade, com um investimento justo.

CRIE UMA LOJA E TESTE GRÁTIS POR 14 DIAS

Leave a Reply

Your email address will not be published.