Utilizando o Google Tag Manager no seu e-commerce

Utilizando o Google Tag Manager no seu e-commerce
Dai 15 de junho de 2020 Blog

Para que o empreendedor virtual consiga entender as informações de seu negócio, ele precisa analisar os dados. Desta forma conseguirá direcionar anúncios, melhorar a navegação e experiência do usuário e traçar estratégias mais assertivas. Uma das ferramentas mais conhecidas para essa finalidade é o Google Analytics. Entretanto, se usado sozinho, tem algumas limitações.

Outra forma de melhorar o monitoramento das informações é através do Google Tag Manager (GTM), uma ferramenta que auxilia nas métricas e rastreamento de dados do Analytics ao inserir scripts nos sites. Segundo um estudo da Ghostery, 79% dos e-commerces utilizam alguma tecnologia para acompanhar dados e comportamento de usuários, o que demonstra a importância de um serviço como este.

Benefícios do GTM

Primeiro devemos entender que as tags são códigos (scripts) que, quando adicionados à sites, auxiliam a monitorar o comportamento dos usuários da página. Elas servem como remarketing, pesquisas, geração de mapas de calor, formulário de monitoramento etc. 

Esse “tagueamento” normalmente é realizado manualmente por programadores. Porém, existem muitos pontos fracos, como a necessidade de uma equipe de TI para implantar as tags e consequentemente um custo elevado ao empregador. O Google Tag Manager justamente traz autonomia para pequenas e médias empresas e facilita bastante a utilização para  empresas de grande porte.

O que é possível fazer 

Existem diversas possibilidades por meio do GTM. Ao conseguir manipular códigos de uma maneira mais simples, por exemplo, é possível utilizá-lo de uma forma ágil e sem a necessidade de um programador para mexer no código-fonte. O empreendedor consegue adicionar ou remover tags por conta própria, o que ajuda muito em períodos sazonais ou em uma campanha pontual.

Mas, se você já tem uma equipe de TI para auxiliá-lo, é possível remanejar o tempo gasto nas tags para assuntos com maior prioridade. Você consegue otimizar o tempo da equipe e agilizar a captação de dados, que serão utilizados em campanhas de marketing. Além disso, traz segurança, afinal as informações podem ser resgatadas rapidamente se necessário.

Além de funcionar bem para as pequenas e médias empresas, o Google Tag Manager é muito útil para empresas de grande porte. Elas normalmente têm um número maior de tags, e com o GTM é possível adicionar muitas delas com rapidez, sem contar que ajuda a otimizar o gerenciamento e melhorar a experiência do usuário.

Outra possibilidade dentro do GTM é aliviar o trabalho em massa e fazer com que, através de uma simples ferramenta, consiga alcançar diferentes informações, obtendo uma análise completa diretamente no dashboard.

Google Tag Manager na prática

Quando o empreendedor quer ganhar mais pontos de monitoramento em seu e-commerce sem ter mais trabalho, o Google Tag Manager é  a melhor opção. As tags são adicionadas com o intuito de acompanhar algum tipo de atividade do usuário que seja relevante.

Alguns desses códigos usam o rastreamento do Google Analytics, porém com o GTM é possível ter um maior controle sobre as métricas do site em páginas específicas.

Além disso, você pode utilizar as duas ferramentas em conjunto para conseguir a melhor campanha de remarketing/retargeting. É possível também utilizar a ferramenta para testes A/B e analisar a melhor a disposição das informações em sua loja, entender quais banners têm melhor desempenho etc. 

Percebeu como o Google Tag Manager pode melhorar seu negócio completamente? Ele traz um aumento na produtividade, capta informações relevantes sem necessidade de um expert em código-fonte, dá mais autonomia os empresários e muitas outras vantagens. E o melhor de tudo é que a ferramenta é gratuita! Já está pronto para começar a utilizá-lo? Já utiliza? Então conta pra gente sua experiência, vamos adorar.

Daiane Caroline

Publicitária de formação e apaixonada por comunicação. Escreve para o blog da Signativa e toma café o tempo todo.

Post your comment