Entenda o SEO para sua loja virtual

Entenda o SEO para sua loja virtual
Victor 4 de setembro de 2017 SEO

Entenda o SEO para sua loja virtual

Você já ouviu falar no termo SEO, certo? Pois bem, no mercado online é esta sigla que comanda as ações que você precisa fazer para que sua loja apareça nos buscadores e seja encontrada de forma natural (orgânica) pelos usuários da internet e o público que você deseja atingir.

Atualmente, SEO no e-commerce se tornou um assunto muito comum, pois é uma das formas mais eficazes de trazer leads ou clientes para sua loja virtual. Saber usar as palavras-chave de forma correta e estar bem posicionado nos buscadores, influencia diretamente nas vendas. Porém, por falta de conhecimento, muitas vezes alguns lojistas acabam enfrentando problemas na hora de colocar em prática as técnicas de SEO. Pensando nisso, preparamos este post com os 5 erros mais comuns, para que você possa evitá-los.

  1. Escolher a plataforma errada

A plataforma que você escolheu é preparada para SEO? Ela possibilita a customização dos títulos, das descrições ou das URLs? Se a sua resposta para qualquer uma dessas perguntas for não, é melhor repensar seu modelo de negócio. O primeiro passo para ter uma loja virtual bem ranqueada nos mecanismos de busca é justamente escolher a plataforma adequada. Feito isso, é possível começar a elaborar uma estratégia de SEO no e-commerce.

  1. Não utilizar as palavras-chave corretas

Tenha o seu público-alvo em mente ao elaborar o plano de SEO. Muitas lojas não se preocupam com isso, o que faz com que elas sejam penalizadas mais tarde pelos sites de buscas. É preciso conhecer os seus clientes a fim de saber o que eles digitam nos buscadores – e em sua loja também. Com essas informações, você pode inserir palavras-chave em locais estratégicos e melhorar seu posicionamento no Google, por exemplo.

  1. Descrições duplicadas ou mal feitas

Esse é um dos erros mais comuns, presente em boa parte das lojas virtuais. Na pressa de deixar o e-commerce funcionando e com uma grande quantidade de produtos para cadastrar, o lojista acaba utilizando descrições prontas, copiando-as de outros sites, do fabricante ou até mesmo da embalagem da mercadoria. O problema em fazer isso é que, provavelmente, várias pessoas tiveram a mesma ideia. Sendo assim, os mecanismos de busca consideram o conteúdo uma cópia e penalizam seu site. Por mais cansativo que possa ser, em uma estratégia de SEO, é indispensável criar descrições exclusivas para cada produto.

É preciso ter em mente que não basta escrever qualquer descrição – elas precisam ser bem feitas. Erros de digitação, ortográficos ou uma linguagem técnica demais, não irão te ajudar a ranquear nos buscadores. Lembre-se de que a ideia é fazer com que as pessoas te encontrem e elas dificilmente digitarão termos difíceis ou incorretos. Um conteúdo bem elaborado pode fazer toda a diferença, para o cliente e para a credibilidade da sua loja.

  1. Não utilizar URLs amigáveis

URLs amigáveis facilitam o entendimento dos usuários e dos mecanismos de busca, isso tudo sem falar que são facilmente localizadas e bem mais agradáveis. Somente ao ler o link, o cliente já sabe do que aquela página se trata. Entre o endereço sualoja.com.br/prod.php?id=8595/ e o sualoja.com.br/blusa-renda/ qual deles parece ter mais chances de clique? Obviamente o segundo, não é? Por este motivo, é importante prestar atenção nas URLs ao cadastrar seus produtos.

  1. Desabilitar os comentários dos clientes

Algumas lojas desabilitam os comentários dos clientes por medo de críticas, mas essa não é uma prática recomendada. As impressões do consumidor dão mais visibilidade e credibilidade para a loja, uma vez que a página do produto acaba sendo atualizada frequentemente, com um conteúdo exclusivo. Além disso, o feedback do usuário é importante para identificar os pontos fortes e fracos do seu negócio. Lembre-se de que avaliações (positivas ou não), podem influenciar outras pessoas no momento de fechar um pedido.

Essas são apenas algumas das técnicas de SEO no e-commerce que podem ser aplicadas. Também é importante ressaltar que este é um trabalho contínuo, portanto, teste diferentes conteúdos e não esqueça de medir os resultados para saber se sua estratégia está influenciando no posicionamento da loja no Google.

Aproveite também para ler sobre as 9 ferramentas de SEO para alavancar os acessos da sua loja virtual.

Ainda não tem uma loja virtual? Clique aqui, conheça nossa plataforma de e–commerce e crie sua loja virtual agora mesmo.

Post your comment