Quais os tipos de taxa de conversão e como elas influenciam o negócio?

Quais os tipos de taxa de conversão e como elas influenciam o negócio?
Dai 20 de julho de 2020 Blog

A taxa de conversão é muito utilizada para avaliar se uma estratégia está alcançando o resultado esperado. Basicamente, ela pode ser definida contabilizando os usuários que tomaram uma ação desejada por você, seja assinando uma newsletter, fazendo download de um conteúdo ou comprando de fato.

No comércio eletrônico, essa métrica pode ser analisada por meio de diversos comportamentos e isso nos possibilita investigar vários tipos de taxas de conversão. Confira o post e entenda cada um dos tipos e como eles podem influenciar um negócio.

Tipos de taxas de conversão

Um dos principais objetivos de um comerciante é aumentar as suas vendas. Entretanto, as etapas de compra devem ocorrer perfeitamente, caso contrário, provavelmente o sucesso do e-commerce ficará prejudicado. 

Para evitar essa lacuna e entender o motivo de seu acontecimento, as métricas precisam fazer parte do dia a dia de um negócio. Confira a seguir os tipos de taxas de conversão.

Pedidos realizados X quantidade de visitantes

Aqui podemos analisar apenas o número de visitantes que fizeram o pedido, mas que ainda não pagaram, com o intuito de verificar a usabilidade do site. Bom momento para verificar como está o abandono de carrinho e suas consequências.

Nesse caso, ter uma taxa alta não será necessariamente positivo. Porém, se você verificar que isso vem acontecendo, é recomendado considerar alguns pontos para identificar possíveis falhas:

  • checkout: verifique se o usuário consegue calcular o frete antes de adicionar os itens no carrinho e se formulário de preenchimento é muito extenso;
  • apresentação dos itens: veja se os produtos têm fotos e boas descrições e se elas transmitem confiança do cliente;
  • usabilidade do site: confirme se está sendo oferecida uma boa experiência ao consumidor e se a navegação é intuitiva.

Pedidos pagos X quantidade de visitantes

Neste segundo tipo, vamos contar apenas pedidos pagos, descartando cartões recusados ou boletos ignorados. Portanto, a taxa deve ser menor que a anterior. O objetivo aqui é saber se os meios de pagamento estão agradando aos compradores. Importante separar os pedidos que não foram finalizados por motivo de fraude.

É necessário verificar se o sistema de pagamento do site oferece segurança e diversidade (boleto, débito, parcelamento no cartão etc) na escolha, para atingir um número maior de clientes.

Pedidos faturados X quantidade de visitantes

Nessa análise entrarão somente os pedidos faturados, sendo que, após o pagamento, o consumidor pode cancelar a compra por estar arrependido ou desconfiado de golpe.

O objetivo é entender o gerenciamento do estoque, afinal se você tem muitos pedidos cancelados, isso poderá interferir nos processos desse controle. Se o número de fraudes for considerável, a melhor solução é adquirir um sistema mais seguro para os seus clientes.

Devoluções X pedidos entregues

Aqui, vamos analisar a quantidade de devoluções em relação aos pedidos entregues para mensurar a taxa de insatisfação. Ter uma taxa alta aqui não é um bom índice, afinal há descontentamento. O que pode influenciar:

  • descrição do item: falta de informação ou informações falsas, o cliente não deve ficar com dúvidas;
  • fotos: foto de baixa qualidade ou suspeita, lembre-se que é a única forma do cliente ver o produto no e-commerce;
  • qualidade: qualidade dos produtos é primordial. Faça um gerenciamento para entender em que ponto possa existir falhas, se é um problema com o fornecedor, um processo dentro da empresa, falta de cuidado com o estoque etc.

Recompras X pedidos entregues

Nesse tipo de taxa de conversão, vamos analisar a quantidade de recompras realizadas pelos clientes que já compraram pelo menos uma vez. A ideia é avaliar o relacionamento do cliente com sua loja e assim conseguir definir estratégias mais eficientes. Se identificar uma baixa aderência à recompra, é interessante investigar alguns pontos:

  • o produto chega dentro do prazo esperado? A mercadoria alcança as expectativas?
  • o e-commerce valoriza seus clientes? Há uma seção FAQ no site? As dúvidas em geral são respondidas? Existem muitas reclamações?
  • a loja está no meio de alguma polêmica na mídia?
  • a loja valoriza seus empregados, o meio-ambiente e os animais?

Como vimos, podemos calcular muitos tipos de taxas de conversão, e todas merecem atenção e devem ser analisadas constantemente para melhorar os resultados.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários, vamos adorar respondê-lo.

Daiane Caroline

Publicitária de formação e apaixonada por comunicação. Escreve para o blog da Signativa e toma café o tempo todo.

Post your comment