Já ouviu falar em vitrines autônomas no e-commerce?

Já ouviu falar em vitrines autônomas no e-commerce?
Dai 8 de junho de 2020 Blog

As vitrines autônomas, como o próprio nome diz, são vitrines personalizadas de forma autônoma. Elas permitem que as posições dos produtos sejam alteradas automaticamente, sem a necessidade de um profissional interno para configurar e trabalhar nessa função.

Isso só é possível através da inteligência artificial, que faz a leitura de dados com as preferências de cada consumidor, permitindo assim a personalizar de cada vitrine.

Essa funcionalidade ainda é novidade para muitos lojistas, portanto, antes de falarmos de suas vantagens, vamos entender um pouco como funciona e as principais diferenças entre a vitrine personalizada e a autônoma.

Vitrine personalizada

Provavelmente você já acessou uma loja com essa funcionalidade, mas talvez nem percebeu. As vitrines personalizadas são chamadas dessa forma pois nenhuma é igual a outra. Elas são personalizadas para cada usuário, mostrando produtos recomendados conforme os interesses do consumidor, aumentando as chances de conversão.

É muito comum encontrar nesse tipo de vitrine frases como “Gostou? Então confira produtos similares”, ou “Clientes que compraram este, também gostaram deste!”. A criação da vitrine acontece baseada na navegação do usuário. Tudo isso faz com que a navegação do consumidor seja mais ágil e efetiva, afinal ele encontrará em pouco tempo o que precisa.

Vitrines autônomas

Sabemos que a personalização da vitrine virtual torna a loja ainda mais atraente para o consumidor. E, quando falamos de vitrines autônomas, o impacto é ainda maior. Diferente da vitrine personalizada, a vitrine autônoma depende apenas da inteligência artificial.

Sua distribuição acontece de forma automática, sem a necessidade de um profissional específico para trabalhar nessa função. A IA (inteligência artificial) analisa todos os passos do consumidor,  e assim consegue apresentar os produtos com maior relevância para ele, além do posicionamento em que serão exibidos.

O sistema de inteligência artificial adiciona automaticamente vitrines dentro da loja virtual em várias áreas do site como na Home, nas páginas de produtos e de categorias, ou até mesmo no carrinho. Assim, quando o cliente entra no e-commerce e começa a navegar, já é impactado com as vitrines em funcionamento, prontas para oferecer produtos do seu interesse.

Tudo é feito de forma automática e em tempo real. O sistema de IA pode por exemplo, perceber sozinho que a taxa de conversão de uma vitrine não está satisfatória e então mudar a posição ou a chamada da vitrine para que esse número melhore.

Comparações

Podemos observar que nas vitrines personalizadas a análise de desempenho e trocas de posições são realizadas por um profissional, diferente das vitrines autônomas onde só depende da inteligência artificial.

Na vitrine personalizada os reposicionamentos e as mudanças acontecem em um período de tempo mais longo, afinal é necessário fazer testes, trocando as vitrines de lugar e analisando a conversão de cada posição. Já com a IA, os testes são realizados a todo o momento e ainda forma automática.

O uso de vitrines autônomas tem se mostrado muito eficiente e trazendo ótimos resultados. Além da melhora na experiência e do impacto positivo nas conversões, elas reduzem a taxa de rejeição da loja virtual.

A Signativa já tem um parceiro que oferece esse tipo de serviço. A Beon é uma poderosa ferramenta de personalização de experiência de compra. 

Ficou interessado ou com alguma dúvida? Então entre em contato conosco para saber mais!

Daiane Caroline

Publicitária de formação e apaixonada por comunicação. Escreve para o blog da Signativa e toma café o tempo todo.

Post your comment